Sentar agora é novo cigarro

setar10

Você pode me perguntar, qual a relação entre estes dois verbos sentar e fumar. Fumar esta completamente fora de moda e sentar é uma ato que fazemos todos os dias, considerado por muito como saudável. As vezes passamos tempos e mais tempo sentados. O que tem uma coisa haver com a outra? Vamos lá…

Um estudo australiano publicado em outubro de 2012 no British Journal of Sports Medicine comparou ficar sentado e o tabagismo. De acordo com o estudo, cada hora de televisão que as pessoas assistem, presumivelmente sentadas corta cerca de 22 minutos de sua vida útil, enquanto estima-se que os fumantes encurtam suas vidas por cerca de 11 minutos por cigarro.

Esta informação é importante para nós para compartilhar com nossos pacientes, especialmente se queremos tornar-se conhecido como promotores de um envelhecimento saudável. Eu encorajo cada aluno em manter uma vida ativa,não adotar posturas repetidas por longos períodos, levantando-se de sentar-se e movendo-se com freqüência, manter uma boa postura, um pouco sobre dietas adequadas, um pouco sobre a aptidão funcional, um pouco sobre a redução do estresse e descanso adequado.

Ninguém quer envelhecer com dor lombar. Enquanto mantivermos a posição sentada por longos períodos, terapeutas manuais devem permanecer conscientes das possíveis etiologia musculares como “inibido”, “fraco”, “controle motor pobre”.

Professor McGill usa o termo amnésia glútea como uma complicação prevalente em pessoas de dor crônica nas costas e diz que estas pessoas “esquecem” de recrutar os glúteos! Uma recomendação simples é começar a caminhar pelo menos 30 minutos todos os dias. No entanto, levar as pessoas para atividade de caminhar não garante uma boa activação do músculo glúteo. Marcha anormal pode causar dor lombar (sintoma), o excesso de ficar sentado é uma parte da causa, e a doença pode afetar músculos, nervos e múltiplas articulações.

Períodos prolongados assentado são ruins para os músculos da parte de trás das pernas, mas ficar sentado sem apoio adequado na lombar ou com perda de neutro na coluna lombar é pior. Posturas flexionados ou caídas podem causar o rompimento de discos intervertebral. A postura relaxada, flexionada para frente ocasiona mais pressão nas facetas das vertebras, e também pressiona o núcleo do disco intervetebral a deslocar, isso piora quando adotamos a mesa postura por muito tempo porque ficar mesma posição acaba desidratando os discos interverterias. O corpo reage exageradamente a esses danos e começa a produzir aumento do tônus ​​muscular. Mais fibras nervosas ficam irritadas com este tônus aumentado e assim, você pode iniciar um ciclo vicioso da dor crônica.

O paciente começa a apresentar-se com aumento da sensibilidade, ou aumento da sensibilidade a certos movimentos ou movimentos inesperados. A cascata de dor nas costas se inicia ou dores de grau variado em episódios recorrentes de dor aguda se tornam constantes, quando começamos a passar horas assentado. Dor em si pode causar a inibição da musculatura estabilizadora da dos músculos do quadril, o que desestabiliza ainda mais os segmentos da coluna, permitindo o movimento excessivo aberrante e mais lesivo. O disco enfraquecido é susceptível de sofrer mais rompimentos durante movimentos segmentares descontrolados ou movimentos bruscos, e isso ocorre muito por inibição dos estabilizadores, especialmente na parte da manhã ao se levantar da cama curvando-se, ou depois de sentar e levantar, ou indo de sentado para em pé para levantar ou carregar algum objeto, novamente, isso pior durante período da manhã.

A frustração comum para pacientes (e médicos) com dor nas costas discogênica é que o paciente começa a se sentir melhor, o tônus ​​muscular começa a melhorar, movimento melhora e então algo acontece … eles sentam em uma longa viagem de avião, eles sentam em um restaurante inclinado para a frente por muito tempo, eles sentam através de um filme longo, eles vão em uma viagem de carro por muito tempo, algum evento súbito aleatório acontece, ou eles exagera tentando iniciar um programa de exercícios. O que acontece? Dor aumenta (se inflama), os músculos estabilizadores (internos) tornar-se inibido de novamente e os músculos (exteriores) globais se tornam hipertônicos.

A lição que aprendemos é que os músculos estabilizadores profundos da coluna lombar e do quadril não voltam automaticamente de volta ao normal. Então, voltamos sempre aonde começamos, dizendo pacientes para “mover”. Mas tem preparo para isso?

Eu tenho discutido que em pé, andar e correr todos exigem ativação muscular glútea. Se o paciente tem estabilidade lombar pobre, o multifidus e glúteos podem precisar despertar para essas atividades. Correr é mais um desafio para a estabilidade para plano frontal porque estabilização pélvica deve ocorrer somente com um pé no chão.

O glúteo médio é um músculo estabilizador e desempenha um papel muito importante no fornecimento de estabilidade no plano frontal plano a bacia durante a corrida. 1 Para os corredores, um glúteo médio enfraquecido, inibido, poder ocasionar em lesões relacionadas com o mal funcionamento, como a síndrome da banda iliotibial (ITBS) e síndrome da dor femoropatelar (SDFP).

Abdutor do quadril fraco tem sido observada em corredores de longa distância com ITBS quando comparado com o membro não lesado. Em um estudo após seis semanas de treinamento físico específico do glúteo médio, 22 de 24 atletas ficaram livre de dor e capaz de voltar a correr. Com base neste estudo sozinho, é difícil dizer se a fraqueza no glúteo médio contribuíram para ITBS ou se ITBS causou uma fraqueza no glúteo médio. Independentemente disso, o aumento da força do músculo glúteo médio melhora dos sintomas e retorno às atividades.

Fortalecimento glúteo médio muitas vezes ajuda em alguns casos, mas não todos eles. Eu ainda considero o glúteo medio um componente importante do programas de fortalecimento para todos os meus pacientes com dor lombar, bem como as minhas rotinas de treinamento para todos os corredores.

Com base em pesquisas por David M. Selkowitz, et al., Para determinar quais exercícios são os melhores para a ativação do glúteo médio e porção superior do músculo glúteo máximo, minimizando a atividade dos tensor da fáscia lata (TFL), os exercícios preferidos para recrutando os músculos glúteos, minimizando atividade TFL estão ponte unilateral e bilateral, a extensão do quadril quadrúpede (joelho flexionado e se estende), the clam,sidestepping, e agachamento
O que podemos concluir é que se o objetivo da reabilitação é para ativar preferencialmente os músculos glúteos, minimizando a ativação TFL, em seguida, the clam,sidestepping, ponte unilateral, e ambos os exercícios de extensão de quadril. E que passar muito tempo em uma posição não é indicado para ninguém, se você tiver que ficar muito tempo sentado lembre você precisa dar intervalos, levantar espreguiçar. MOVER

 

sentar 2

 

aa49mini

 

SHIS QI 13, Bloco E, salas 13/14, Lago Sul, Brasília. Fone: 9385-3838

 

Referencia 

  1. Presswood L, Cronin J, Keogh JWL, Whatman C. Gluteus medius: applied anatomy, dysfunction, assessment, and progressive strengthening. Strength &Conditioning J,2008;30(5):41-53.
  2. Fredericson M, Cookingham CL, Chaudhari AM, et al. Hip abductor weakness in distance runners with iliotibial band syndrome. Clin J Sports Med, 2000;10(3):169-75.
  3. Selkowitz DM, Beneck GJ, Powers CM. Which exercises target the gluteal muscles while minimizing activation of the tensor fascia lata? J Ortho Sports Phys Ther, 2013;43(2):54-64.
  4. Your desk job is killing you: the truth about sitting 

 

 

Deixe uma resposta