POWERHOUSE II

muscles1Imagem dos músculos do powerhouse: Diafragma(não aparece na imagem) parte de cima junto as costelas, multifídios junto a coluna, assoalho pélvico entre sífise pubica e o sacro e do transverso do abdômem que envolve a cavidade abdominal.
Se pensarmos nestes músculos associando aos músculos da aparede abdominal anteriormente (oblíquos e reto) teremos uma imagem de um CILINDRO.
muscleII
imagem dos demais músculos do powerhouse, citados artigo Powerhouse I

Os três maiores efeitos sobre powerhouse são:
1) Pilates age sobre a postura da pélvis, o que resulta em mudanças posturais na coluna lombar.
2) O trabalho é feito diretamente sobre a musculatura da coluna (coluna lombar particularmente), através de fortalecimento e alongamento.
3) O pilates trabalha o tônus da musculatura pélvica e abdominal

Efeitos sobre a pélvis.

Quando a pélvis move, ela move relativamente o tronco e a articulação lombosacra e ou move a coxa e a articulação do quadril. Os músculos que ligam o troco a pélvis movem a pélvis e a articulação dos quadris. A localização da pelve no espaço determina a postura da coluna.

Uma das maiores ênfases do Pilates esta na posição da pélvis por sua ação sobre os músculos pélvicos. O método corrige os desequilíbrios que possam existir nesta região, ajuda a criar uma pelve neutra sendo assim, cria uma curvatura lombar (lordose) saudável. Para aqueles já possuem uma postura saudável na coluna lombar, o trabalho é realizado para manter uma lordose fisiológica. No entanto, a população em geral, com o envelhecimento tende perder a batalha com a gravidade e progressivamente vai ocorrendo uma perda desta postura saudável, levando a pelve geralmente para um desvio anterior. E isto se deve não somente a frouxidão ligamentar e capsular, mas também por desequilíbrios na musculatura pélvica.
pelvic neutral
Imagem da pelve neutra, com uma bascula posterior, quando inclina para trás e bascúla anterior.
O trabalho de fortalecimento destes músculos ajuda na função de suporte as vísceras abdominais especialmente quando estamos em ortostase (em pé), na melhora da incontinência, melhora nas funções reprodutivas, tanto para o intercurso sexual pra homens e mulheres, quanto para o parto.

pelvic_tilt
Imagem mostrando pelve neutra em posição supina e com básculas.

Alvaro Alaor
Referências:
.Grace Dorey, Mark Speakman, Roger Feneley, Annette Swinkels, Christopher Dunn, and Paul Ewings, Randomised controlled trial of pelvic floor muscle exercises and manometric biofeedback for erectile dysfunction, Br J Gen Pract. 2004 November 1; 54(508): 819–825.
.Bo et al: Bo K, et al. Single blind, randomised controlled trial of pelvic floor exercises, electrical stimulation, vaginal cones, and no treatment in management of genuine stress incontinence in women. BMJ 1999;318(7182):487-93.
. Muscolino, JE; Cipriani, S. Pilates and powerhouse” I, J Bodywork Therapies 2004, 8; 15-24.
.Pilates, J.H., Miller, W., Pilates return to life through contrology, 1945.
.imagem 4 www.efeld.com/images/phd/pelvic_tilt.gif

3 comentários em “POWERHOUSE II

Deixe uma resposta