Pilates e futebol.

Pilates previne lesões no futebol!

É o que diz o estudo que exercícios baseados no Pilates reduziram a taxa de lesão na virilha, entre os jogadores profissionais de futebol em 28% apresentado na American Society for Orthopaedic Sports Medicine (AOSSM ) 2007.

Cerca de 8,5% dos jogadores de futebol Major League Soccer (MLS) sofreram lesões na virilha fazendo com que perdessem pelo menos um jogo , os estudos em outras ligas profissionais têm encontrado taxas mais elevadas de lesões.

Jogadores de futebol com lesões na virilha apresentam tipicamente com uma pelve inclinada e outras adaptações, possivelmente como resultado de chutar . Especula-se que a hiperextensão envolvida neste movimento é provavelmente o que causa o dano.

“Os jogadores foram todos muito receptivos “, disse Silvers, principalmente se eles ja tiveram uma lesão na virilha no passado ou se um dos seus companheiros de equipe tivessem. ” Alguns treinadores de força e condicionamento foram menos entusiásticos , porém – das 6 equipes atribuídas para tentar os exercícios, 2 desistiram porque seus treinadores não quiseram alterar suas rotinas.

Durante a temporada de 2005 , as equipes que utilizaram o esquema sofreu uma lesão na virilha taxa de 0,44 por mil horas de prática e jogos. A taxa das equipes controle foi de 0,61, ou 28 % superior (P < 0,05 ). O estudo não mostrou diferença estatística na taxa de cirurgia para lesões na virilha, no entanto.
O programa de Silvers e colegas segue um programa similar bem sucedido que reduziu a taxa de lesão do ligamento cruzado anterior em jogadores de futebol.

A tendência é uma esperança, Claude T. Moorman , MD, diretor do Centro de Medicina Esportiva da Universidade de Duke , Durham, Carolina do Norte , que moderou a sessão AOSSM : “acho que temos sido reticentes para realmente focar cuidados preventivos “, disse Dr. Moorman . “Mas incursões recentes na prevenção têm sido bem sucedidas . Eu acho que é uma grande mudança de paradigma na forma de como se está gerenciando lesões atléticas de uma forma mais específica do desporto.”

American Orthopaedic Society for Sports Medicine 31st Annual Meeting. Presented July 12, 2007
Autor do estudo: Holly J. Silvers
Fonte: Medscape

PilatesFutebol

Apesar da tendência em mantermos programas que na grande maioria o ganho de força e resistência nos atletas, acredito num trabalho onde possamos prevenir lesões e condicione ao mesmo tempo. O estudo do fisioterapeuta Holly J. Silvers colabora com esta tendência e quebra paradigmas, é melhor mantermos um atleta ativo e competitivo durante toda a temporada e condicionado fisicamente.

Esta cada vez mais aumentando os relatos de atletas que empregam em seus treinos o uso do Pilates, em todos os relatos que eu li, eles fazem três vezes por semana, e todos, principalmente atletas masculinos, relatam que iniciaram com duvidas em relação ao método e que nas primeiras aulas já percebem mudanças de seus potencias esportivos e continuam a pratica do Pilates mesmo depois que as temporadas terminam.


“O atleta é sempre suscetível a uma lesão!” Embora técnicos, atletas e espectadores reconheçam que lesão física é um fator de risco inerente à participação nos esportes, é importante ressaltar que uma lesão esta associada aos aspectos psicológicos da atividade além dos aspectos biomecânicos e físicos, quase sempre os aspectos psicológicos são negligenciados. A tendência em tratar corpo e mente como uma unidade dicotômica, focalizando o tratamento no corpo esta mudando.

As pesquisas estão em suas fases iniciais, e numerosas variáveis interagem neste caso levando em conta o esporte praticado, o nível de participação, a temporada, o papel na equipe, o tipo de lesão e os estados psicológicos pré e pós lesão, todas estas variáveis dificultam compreensão do papel psicológico nas lesões e na reabilitação.

fotebol americano

 

 

 

Alvaro Alaor
aa49mini

 

SHIS QI 13, Bloco E, salas 13/14, Lago Sul, Brasília. Fone: 9385-3838


 

Deixe uma resposta