Estamos sendo eficientes em realizar exercícios abdominais? (parte II, músculos)

Iliopsoas

Não é um músculo que faz parte da parede andominal, mas ele afeta o desempenho dos mesmos.
Suas origens e inserções podem ser conferidas na imagem .psoas1

Sua função principal e de fazer flexão do quadril, quando a parte inserida na coluna esta fixa ele aproxima a coxa da parede torácica, e quando a parte inserida na perna esta fixa a coluna e a pelve desloca-se em direção ao quadril. Sendo assim, percebemos que este músculo exerce forças de cisalhamento e compressão nas vértebras e estas são forças de grandes magnitudes segundo Bogduk.

  • As pesquisas realizadas por Juker nos permitem dizer: devemos reduzir a atividade deste músculo nos programas de exercícios, principalmente nas pessoas que sentem dores na região lombar. Este músculo mantém contraído quando estamos sentados sem encosto. Qualquer estresse causado pelo músculo iliopsoas, ainda que a atividade deste músculo seja mínima, é capaz de contribuir para os sintomas da pessoa que possui disfunção da coluna lombar.psoas
    As setas mostram a origem do musculo psoas na vertebra.Musculo Oblíquo externo.extobliquesm
    Juntamente com a ação de outros músculos abdominais a ação bilateral deste músculo leva a flexão da coluna lombar. Agindo com o obliquo interno contralateral ele realiza rotação do tronco.
    Em conjunto com o obliquo interno eles possuem uma capacidade de impedir a inclinação anterior da pelve e que o psoas exerça forças de cisalhamento e compressão na lombar, cuja tração precisa ser reduzida ao mínimo. Para isto o programa de exercícios deve ser progressivo, para que a atividade dos músculos abdominais possa impedir a modificação da postura ou de controlar os estresse.Músculo oblíquo internointobliquesm
    Agindo em conjunto com músculo obliquo externo do lado oposto, as fibras anteriores contribuem para a rotação da coluna vertebral. Suas fibras laterais fletem a coluna vertebral e deprimem a caixa torácica. Agindo em conjunto com o músculo obliquo externo do mesmo lado, as fibras laterais fletem a coluna para o lado. Sua ação principal é flexão da metade superior do tronco.O exercício de flexão do tronco impõe maior solicitação a estes músculos do que aos oblíquos externos, razão pela qual o desenvolvimento excessivo deste músculo mais o reto abdominal é um desequilíbrio mais freqüente nas pessoas que praticam exercícios abdominais.

    Músculo reto do abdome

    Abdominals-or-Rectus-Abdomi
    Sua ação consiste em flexão da coluna vertebral e inclinação posterior da pelve, dependendo da inserção que estiver sendo fixada. Seu encurtamento ou a rigidez pode contribuir para a cifose torácica. Segundo pesquisas de Juker durante todos os exercícios de flexão ( a exceção de apoio lateral isométrico, ex side kick) observa-se uma porcentagem relativamente alta da atividade voluntária máxima deste músculo.

    Músculo transverso do abdome
    anatomy_img1

    Sua ação leva ao achatamento da parede abdominal e à compressão das vísceras abdominais. A sua contração contribui para estabilizar a coluna lombar, devido sua inserção na faixa toracolombar. Segundo pesquisas eles são os primeiros a serem ativados durante os movimentos das extremidades superiores e inferiores, realizando uma estabilização postural. Para Paul Hodges o atraso em sua ativação esta envolvido no aparecimento de dores lombares, porque não ocorre estabilização postural.
    muscles-lumbar40

    Santiagua P, McGill SM: The psoas major muscle: a three dimensional geometric study, J Biomech 28:339, 1995.
    Juker D, McGill SM, Kroft P, Steeffen T: Quantitative intramuscular myoeletric activity of lumbar portions of psoas and the abdominal wall during a wide variety of tasks, Med Sci Sports Exerc 30:301, 1998.
    Kendall FP, McCreary FK, Provance P: Muscles testing and functionon, Baltimore, 1993, Willians&Willians.
    Hodges PW, Richardson CA: Contracton of the abdominal muscles associeted with movement of the lowe limb, Phys Ther 77:132,1997.
    Hodges PW, Richardson CA: Inefficient muscular stabilization of the lumbar spine associated with low back pain, Spine 21:2640,1996
    Shermann AS, Diagnosis and treatment of movement impairment syndromes, Hardcover,2001

    Alvaro Alaor

3 comentários em “Estamos sendo eficientes em realizar exercícios abdominais? (parte II, músculos)

Deixe uma resposta