Desperte seu corpo.



O que fazemos na vida é determinado pelo que comunicamos a nós mesmos. No mundo moderno, a qualidade de vida é a qualidade de comunicação. O que imaginamos e dizemos para nós mesmos, como movemos e usamos nossos músculos, nossas expressões faciais determinam quanto usaremos do que conhecemos. E todos nós produzimos duas formas de comunicação nas quais elaboramos as experiências de nossas vidas: a primeira nossas comunicações internas o que dissemos e sentimos dentro de nós mesmos, a segunda são as comunicações externas expressas por palavras, tonalidades, expressões faciais, postura do corpo e ações físicas para nos comunicarmos com o mundo. Toda comunicação que fazemos é uma causa posta em movimento, e todas as comunicações tem algum efeito em nós e nos outros.

O domínio de nossa comunicação no mundo exterior determinara o nosso nível de sucesso com os outros, pessoal, emocional, social e financeiramente. Como nos sentimos, não é resultado do que esta acontecendo em nossa vida, mas é a nossa interpretação do que esta acontecendo. A qualidade de nossas vidas não é determinada pelo que esta acontecendo conosco, mas pelo que fazemos com o que acontece.

O fato importante em qualquer comunicador são seus estados. E os estados e fisiologia são afetados diretamente pelo que usamos do corpo, como movemos, como nos postamos, respiramos, nossas expressões faciais e nossos gestos. Saber como nosso corpo funciona, sentir, e saber lidar com nossas emoções é saber interpretar o que nos cerca, melhorar nossa qualidade de vida e, por conseguinte das pessoas que nos cercam.

Usamos nosso corpo para nos comunicarmos. Pessoas eficientes no que fazem são as mais congruentes no que pensam, sentem e agem. Nossa comunicação interior é a primeira forma de nos comunicarmos com o mundo. E principalmente a nos mesmos.

O nosso sentido cinestesico, proprioceptivo e espacial de orientação e de movimento, é essencialmente importante para enfrentarmos a batalha da utilização mais humana de nossas funções, e de uma melhor integração com o mundo que nos cerca. A tradicional visão mecanicista da ciência, por mais útil que seja, tem objetivado, mais do que humanizado, nosso relacionamento com o nosso interior.

Nunca é tarde demais para assumir seu próprio corpo, para descobrir novas possibilidades. Ser é nascer continuamente. Mas quantos se deixam morrer pouco a pouco, enquanto vão se integrando perfeitamente as estruturas da vida moderna, ate perderem a vida. Saúde, bem estar, segurança, prazeres, deixamos tudo a cargo dos outros, não assumimos responsabilidades. Confiamos às responsabilidades de nossas vidas, e nosso corpo, aos outros, por vezes aqueles que não querem esta responsabilidade e se sentem esmagados por ela; quase sempre aqueles que pertencem a instituições cuja primeira finalidade é a de nos tranqüilizar.

Sempre há um meio de inverter uma situação, se nos empenhamos de verdade. Empenharmos por melhoria constante, por uma elevação constante dos padrões de qualidade de vida. A emoção é criada pelo movimento. Tudo que sentimos é resultado de como usamos nossos corpos. Até mesmo mudanças mínimas nas expressões faciais ou gestos mudarão a maneira como nos sentimos em qualquer momento, e por conseguinte, a maneira como avaliamos as nossas vidas, a maneira como pensamos, e a maneira como agimos.

Podemos e devemos criar movimentos que criem confiança, um senso de força, flexibilidade, um senso de poder pessoal e diversão. Compreenda que a estagnação decorre da falta de movimento. Pode pensar em um velhinho, alguém que não circula muito! Envelhecer não é questão de idade, é uma ausência de movimento. E a suprema ausência de movimento é a morte. Você quer viver de uma maneira diferente. Quer viver com mais vigor em seus passos, um sorriso no rosto. Por que não converter a jovialidade numa nova prioridade sua? Faça com que se sentir bem seja sua expectativa.

O corpo segue suas emoções. O estado emocional afeta o corpo, e se torna um ciclo vicioso. Crie mais energia em seu corpo. Desperte seu corpo, aprenda a colocá-lo em estados agradáveis, não importando o que possa ter acontecido. Assuma compromisso com você mesmo, com sua qualidade de vida, empenhe-se com o mais alto padrão de qualidade, e curta estes momentos.

Alvaro Alaor

Deixe uma resposta