Como saber sobre a qualidade de um professor de Pilates

airex

Como podemos saber se uma pessoa é um professor de Pilates que é capaz de formar novos instrutores. Afinal, são inúmeras as escolas de Pilates que proliferam no país e no mundo. Algumas escolas formam pessoas que mal sabem quem é Joseph Pilates, e surgem tantas derivações (Pilates funcional, Pilates aquático etc) e tanta escola e instrutor que se torna melhor professor  do mundo.

Quando dissemos que uma pessoa e instrutor, professor de Pilates, eu não estou dizendo que ele o seja por que tem um documento carimbado pelo (Ministério da Educação do Brasil) ou outra instituição no qual está escrito “instrutor certificado” (pedaço de papel que exerce sobre esquerdistas um fetiche que beira o erotismo). O que torna uma pessoa professor de pilates é a figura pública dele, os livros que ele tem ser os tiver, as dezenas de vídeos, pontos de vista e comentários, que ele gravou e publicou no Youtube, o blog pessoal, artigos, redes de amigos, cursos, aperfeiçoamento.
Acredito que um professor de Pilates nunca para, portanto a humildade já é parte do bom profissional de Pilates, pois estar atualizando, receber dicas de colegas, sejam eles mais novos ou mais velhos de profissão faz a diferença, estar sempre movendo e movendo e movendo novamente, sentindo em seu corpo, e novamente sentindo o movimento e atendendo aos clientes e não formando profissionais que também faz parte mas não é o todo. Vejo que menos de 5 anos de profissão ja se acham tão bons que atender clientes é coisa para aqueles que trabalham para eles, a função deles agora é formar novos profissionais.
E no fundo somente consegue perceber isso quem tem mais tempo de carreira e humildade, acredito e ja vi muitas pessoas que treinaram comigo que não possuem o brilho no olhar para serem professores, são ótimos no movimento mas não são professores de Pilates (no sentido real, se me entendem) querem o dinheiro, não é a paixão deles. Estes podem até ficar 10 anos na profissão ou até enquanto ela dê dinheiro, mas não são professores de Pilates, não colocam a mão na massa, não dão aula para um publico comum, porque a carreira não é formar ou treinar profissionais, mas atender e levar saúde aqueles que de nossa orientação corretiva precisa, de nosso olhar apurado sobre onde existe movimento incorreto e isso é preciso de tempo, humildade, o caminho é cheio de erros que nos fazem crescer. Aqueles de “onda'” pulam isso e já se acham ESTRELAS, isso pode ser coisa das gerações mais novas, todos sem paciência e se achando ESTRELAS demais, a denominada pela ciência de geração YUPPIs

Dito de outra forma: o que torna uma pessoa um professor de Pilates não é o certificado, mas o CURRÍCULO PRÁTICO, todas as ações que ele fez no curso da vida e que são reconhecidas PUBLICAMENTE por qualquer um que tenha um interesse mínimo pelo tema. Em que pese o curso universitário pode ajudar a alcançar o grau de entendimento maior ou mais rápido sobre esse campo de conhecimento humano, mas, não é a conclusão do curso em si que dá autoridade a Professor de Pilates, e nem os anos de formado. Essa autoridade conquistamos POR SI MESMO. Foi assim com Joseph Pilates e Clara, com os Elderes e esta sendo com demais gerações. Isso me leva a questionar instituições que querem certificar pessoas, eu me pergunto querem certificar ou ter lucros? Manter pessoas pagando anuidades sem nada receberem em troca? Terem uns poucos protegidos em suas asas,  e os demais abaixo numa espécie de Pirâmide, sistema de castas? Estas certificações realmente selecionam quem realmente é bom profissional?

Não critico quem as faz, se as fazem que mostrem as vantagens de ser certificado por um grupo X.

 

by Alvaro Alaor

Alvaro Alaor Pilates SHIS QI 13 Bloco E salas 13/14, Lago Sul, Brasília. Fone 61-9385-3838

Texto sobre geração Yuppies em inglês click aqui 

 

 

<script type=”text/javascript”><!–
google_ad_client = “ca-pub-7760451542633543”;
/* Alvaro Alaor Pilates */
google_ad_slot = “7359655332”;
google_ad_width = 728;
google_ad_height = 90;
//–>
</script>
<script type=”text/javascript”
src=”//pagead2.googlesyndication.com/pagead/show_ads.js”>
</script>

 

Deixe uma resposta