Chocolate pode reduzir acidente cardiovascular.


O maior estudo observacional realizado para comparar a associação entre o consumo de chocolate e o risco de doença cardiovascular, constatou que aqueles que comiam mais chocolate – em torno de 7,5 g por dia – tinham 39% menor risco de infarto do miocárdio (MI) e acidente vascular cerebral do que os indivíduos que não comeram quase nenhum chocolate (1,7 g por dia) [1].

Chocolate pode ter efeitos salutares sobre o sistema cardiovascular, em um estudo anterior realizado por Taubert , que foi publicado na edição de 4 de julho de 2007, da Journal of the American Medical Association, Verificou se a inclusão de 6,3 g de chocolate amargo por dia para uma dieta regular poderia melhorar os valores de pressão arterial entre adultos com pré-hipertensão ou hipertensão leve. Nas 18 semanas de tratamento, o consumo de chocolate esteve associado com reduções significativas na média sistólica (2,9 milímetros Hg) e diastólica (1,9 milímetros Hg) a pressão arterial e o consumo de chocolate promoveu menores índices de hipertensão em geral. Além disso, o consumo do chocolate foi associado a aumento da formação de óxido nítrico vasodilatadora.
O presente estudo analisa um grupo grande de adultos para determinar se o consumo regular de chocolate pode melhorar não só a pressão arterial, mas reduzir as taxas de AVC e IAM também

Implicações Clínicas
• O estudo anterior descobriu que pequenas quantidades de chocolate amargo por dia pode reduzir a pressão arterial sistólica, pressão arterial diastólica, e as taxas de hipertensão.
• O estudo atual sugere que o consumo de chocolate pode reduzir o risco de acidente cardiovascular

É importante relatar que a quantidade consumida, em média, até mesmo o maior dos consumidores foi de cerca de um quadrado de chocolate por dia ou metade de um pequeno chocolate de um ovo de Páscoa em uma semana, então os benefícios foram associados com uma quantidade relativamente pequena de chocolates.

Algumas pessoas vão ser tentados a comer mais de um quadrado, no entanto, o chocolate possui grandes quantidades de calorias e gordura saturada. Dois dos principais factores de risco para doença cardíaca [3].

Antes que você se apresse para adicionar chocolate à dieta, esteja ciente de que 100 g de chocolate amargo contém cerca de 500 calorias. Como tal, você pode querer subtrair uma quantidade equivalente de calorias, reduzindo outros alimentos, para evitar ganho de peso.

Referências

1. Buijsse, B, Weikert C, Drogan D et al. Chocolate consumption in relation to blood pressure and risk of CV disease in German adults. Eur Heart J 2010: DOI:10.1093/eurheartj/ehq068. Available at: http://eurheartj.oxfordjournals.org.

2. European Society of Cardiology. Study shows chocolate reduces blood pressure and risk of heart disease [press release]. http://www.escardio.org/about/press/press-releases/pr-10/Pages/chocolate-reduces-blood-pressure.aspx.

3. British Heart Foundation. Eggcellent news in time for Easter! [press release]. March 30, 2010. http://www.bhf.org.uk/default.aspx?page=11583.

Deixe uma resposta