A respiração

Existem aqueles que acham a respiração desnecessária durante aula de Pilates , eu acho fundamental e não concordo com os dizeres  “execute o movimento e a respiração segue”. A respiração percussiva do Fletcher acrescentou enormemente em meu trabalho e na compreensão dos alunos e pacientes. Também existe o lado técnico onde uma determinada respiração facilita o movimento de membros mantendo partes do corpo em estabilidade e vice versa. A respiração também pode ser um forma de desafiar o exercício. Sendo assim ela pode ajudar ou dificultar um exercício.

O ritmo vem de dentro, da respiração, que flui para os movimentos e não o contrario. Confesso que é difícil aprender a respirar e entender que o ritmo e intensidade do movimento acompanha a respiração. No princípio é muita coordenação, muita coisa para aprender e sentir.  Mas com o tempo quando não é mais necessário ficar pensando na respiração (automatismo)  o ritmo e intensidade do movimento flui conforme a respiração e tudo fica harmonioso, questão de tempo para sentir recompensas

Respirar com mecanismos respiratórios normais tem um papel poderoso no sistema musculo esquelético. A mecânica respiratória é a chave para uma boa postura  e estabilização da coluna. Muito além do que respirar corretamente, enquanto realizamos exercícios de estabilização os mecanismos respiratórios devem estar intactos para ser possível manter uma postura normal e estabilizar a coluna vertebral. Essencialmente, a interação dinâmica entre os músculos principais da respiração deve estar funcionando normalmente, e, mais importante, um programa motor normal para a respiração deve ter um “padrão” subcortical no sistema nervoso.

Escrevemos um artigo onde podemos ver o que ocasiona uma respiração faltosa. Engana-se quem acredita que um respiração ineficiente afeta apenas os sistema respiratório ou cardio-respiratório. Muitas vezes as causas de vários tipo de dores pode ser a respiração ineficiente, leia mais em “A importância de uma boa respiração”.

Deixe uma resposta